Seja Bem-Vindo

O Blog da La Vertuan é um canal de comunicação direto entre a La Vertuan e profissionais da área da saúde, como Esteticistas, Massoterapeutas, Fisioterapeutas e Médicos Dermatologistas e/ou Cirurgiões Plásticos.

Acesse o conteúdo de nosso blog, faça comentários, e desfrute do que há de melhor em estética aplicada.

22 de maio de 2009

Selênio – Mais saúde à mesa


Se você ainda não ouviu falar nele, é hora de conhecê-lo: contido em peixes, como o salmão, no farelo de trigo e na castanha-do-brasil, esse mineral é um grande aliado contra o envelhecimento precoce, as doenças degenerativas e a depressão.


Especialistas em nutrição recomendam o consumo diário de, no mínimo, 55 microgramas de selênio, encontrado também na semente de girassol e no fígado de boi. Mas é a castanha-do-brasil (antes denominada castanha-do-pará), nativa da Floresta Amazônica, que contém maior concentração desse nutriente, em torno de 150 microgramas.
“Apenas uma por dia é suficiente para o bom funcionamento do organismo”, afirma a nutricionista Bárbara Cardoso, pesquisadora do Laboratório de Nutrição – Minerais da Universidade de São Paulo (USP).
Mas por que a ingestão de alimentos ricos em selênio é tão importante para a saúde: de acordo com o nutricionista Bruno Chlamtac, “o selênio está presente em uma enzima antioxidante, a glutationa peroxidase, um dos elementos que ajudam a evitar a formação excessiva de radicais livres no organismo. Ele melhora o sistema imunológico e combate o envelhecimento precoce, fortalecendo pele, unhas e cabelo. Também atua sobre a tireóide, na conversão do hormônio T4 em sua forma mais ativa, T3”, enumera o especialista.
Bárbara Cardoso lembra que o selênio protege contra a ação nociva dos metais pesados e xenobióticos (compostos químicos estranhos ao organismo humano), e ajuda a prevenir doenças crônicas não-transmissíveis, como o câncer. A especialista estuda as relações entre o selênio e portadores da doença de Alzheirmer. “Por meio da análise do sangue e das unhas, avaliamos a concentração de selênio em idosos que sofrem dessa doença. Por desempenhar um importante papel antioxidante, ele protege os neurônios da ação nociva dos radicais livres, diminuindo o risco de doenças neurodegenerativas em geral”, explica.


Em excesso, é prejudicial:
Da mesma forma que em relação a outros nutrientes, no entanto, o exagero pode ser prejudicial, conforme explica a especialista: “segundo as Dietary Reference Intakes (DRI), estabelecidas pelo Institute of Medicine (IOM), dos Estados Unidos, o consumo de selênio não deve ultrapassar 400 microgramas por dia. Em excesso, pode causar queda de cabelo, unhas enfraquecidas, hálito com odor parecido ao do alho e problemas neurológicos”.
A quantidade contida nos alimentos reflete, também, o tipo de solo onde são cultivados. “No Brasil, os maiores níveis de selênio são encontrados nas regiões Norte e Nordeste, o que explica a concentração desse mineral na castanha-do-brasil”, observa Bárbara.
Esse fato, aliado ao seu alto teor calórico (70 calorias por unidade) recomenda moderação no consumo da castanha, embora seja um alimento que traz muitos benefícios para o organismo.
“A castanha desempenha papel importante no processo de reeducação alimentar. Ela tem cerca de 40mg de magnésio, excelente antioxidante, essencial para praticantes de atividade física. Além disso, contém ômega 3, um tipo de gordura saudável responsável por reduzir o nível de triglicerídeos no sangue e aumentar o bom colesterol. A presença do triptofano (aminoácido precursor da seratonina) ajuda a combater a depressão”, complementa Bruno Chlamtac.
São muitos os motivos que justificam a presença do selênio à mesa, nutriente pouco conhecido entre os leigos, mas importante para a saúde e o bom funcionamento do organismo. Uma sugestão é incluí-lo no café da manhã, adicionando farelo de trigo e castanha a sucos e iogurtes. Invente a sua maneira de prepará-lo.

Fonte: Revista Les Nouvelles Esthétiques, página 66, edição nº 108, de Abril/2009.

2 comentários:

  1. hola! Eu realmente gostei deste blog

    ResponderExcluir
  2. There is something yummy and healthy vegetables that have antioxidant like fish and grits accompanied by good excercise routines
    generic propecia the cure to the hair loss .

    ResponderExcluir